mercoledì, luglio 25, 2007


The wounded forms appear:
The loss, the full extent;

And simple kindness here,

The solitude of strength.


EU RETIFICARIA: THE STRENGTH OF SOLITUDE.

lunedì, luglio 23, 2007

Afogai-me, tirai-me deste tempo
Levai-me para o campo das estrelas Entregai-me depressa à lua cheia...
VINICIUS. A QUEM REPITO, MAGNETIZADA:
É claro que a vida é boa
E a alegria, a única indizível emoção
É claro que te acho linda
Em ti bendigo o amor das coisas simples
É claro que te amo
E tenho tudo para ser feliz
Mas acontece que eu sou triste...
MAS ACONTECE QUE A GENTE É TRISTE. QUE FELICIDADE É UMA CRATERA NA QUAL NÃO SE DESPENCA. A MENOS QUE SE MORRA - E SE TENHA VIVIDO UMA EXISTÊNCIA PURINHA, DAQUELAS QUE A GENTE, MESMO QUANDO É CRIANÇA, NÃO CONSEGUE.

mercoledì, luglio 18, 2007

Non al denaro non all'amore né al cielo

now I am too thin and your love is too vast
*
passerà anche questa stazione senza far male
passerà questa pioggia sottile come passa il dolore
ma dove, dov'è il tuo cuore
ma dove è finito il tuo cuore.
E ora siedo sul letto del bosco
che ormai ha il tuo nome
ora il tempo è un signore distratto è un bambino che dorme
ma se ti svegli e hai ancora paura ridammi la mano
cosa importa se sono caduto se sono lontano
perché domani sarà un giorno lungo e senza parole

martedì, luglio 17, 2007

Show me slowly what I only know the limits of
EU VINHA PENSANDO NESSE VERSO, COMO NUM REDEMOINHO. QUE LIMITES A GENTE CONHECE? ESTOU A PONTO DE DESAFIAR OS MEUS, COM UMA PREPOTÊNCIA INCENDIÁRIA.

sabato, luglio 14, 2007

Damnation Will Not Be Televised


Even damnation is poisoned with rainbows Even damnation is poisoned with rainbows Even damnation is poisoned with rainbows Even damnation is poisoned with rainbow s Even damnation is poisoned with rainbows Even damnation is poisoned with rainbows Even damnation is poisoned with rainbows Even damnation is poisoned with rainbows Even damnation is poisoned with rainbows Even damnation is poisoned with rainbows damnation is poisoned with rainbows Even damnation is poisoned with rainbows


To all of my architects let me be traitor. Now let me say I myself gave the order to sleep and to search and to destroy


CUMPRINDO MINHA PENA, ABSORTA E IMPOTENTE. ANGÚSTIA TEM GOSTO BOM, INFINITAMENTE MAIS APETITOSA QUE UMA GARGALHADA...

venerdì, luglio 13, 2007

Há gente que é feita para viver e gente que é feita para amar.

...But then I overheard your prayer,
That you be this and nothing more

REZO PARA QUE DEZENAS DE CONHECIDOS MEUS ROGUEM ESSA DELICADEZA QUE LEIO ACIMA.
EU FUI FEITA PARA AMAR. E SE SÃO ANTÔNIMOS, O VIVER E O AMAR, COMO DISSERAM NO MEU FILME, 'I CHOOSE DEATH'.
ASSISTI A STRANGER THAN FICTION. E ME ENTEDIOU. NÃO HAVIA NADA DE HERÓICO, OU TAMPOUCO DE MASTERPIECE NA FORMA COMO ABREVIAVAM A VIDA DO CRICK. SOFRI MAIS COM 'INTO MY ARMS', LAMENTADA PELO LANEGAN, INDA HÁ POUCO, NO TRAJETO DE CASA. ACHO DELICIOSAMENTE CONDENÁVEL NÃO SE ACREDITAR EM UM DEUS INTERVENTOR. IMPERDOAVELMENTE BELO. POIS EU CREIO, CREIO, SIM. NOS DEDOS DE DEUS ENLINHANDO AS ESTRADAS, CIENTE DE TUDO, PORQUE DEUS É CONSEQÜENTE. E ELE ME FEZ AMANDO, NÃO VIVENDO. AMANDO EXTREMA E DLOROSAMENTE. NEM SEI BEM O QUÊ.


And she comes to his hand
but she's not really tame
She longs to be lost
he longs for the same

AVALANCHE

Well I stepped into an avalanche, it covered up my soul; when I am not this hunchback that you see, I sleep beneath the golden hill. You who wish to conquer pain, you must learn, learn to serve me well. You strike my side by accident as you go down for your gold. The cripple here that you clothe and feed is neither starved nor cold; he does not ask for your company, not at the centre, the centre of the world. When I am on a pedestal, you did not raise me there. Your laws do not compel me to kneel grotesque and bare. I myself am the pedestal for this ugly hump at which you stare. You who wish to conquer pain, you must learn what makes me kind; the crumbs of love that you offer me, they're the crumbs I've left behind. Your pain is no credential here, it's just the shadow, shadow of my wound. I have begun to long for you, I who have no greed; I have begun to ask for you, I who have no need. You say you've gone away from me, but I can feel you when you breathe. Do not dress in those rags for me, I know you are not poor; you don't love me quite so fiercely now when you know that you are not sure, it is your turn, beloved, it is your flesh that I wear.

DEVO AO COHEN UMA AUDIÇÃO (ACREDITO QUE AQUI CAIBA A PALAVRA OITIVA, PORQUE É A ÚNICA TESTEMUNHA VIVA DE TUDO POR QUE PASSO, DESDE 1999 - QUANDO O CONHECI EM VIAGEM A HASTINGS, NUM SOL GÉLIDO, AS PRAIAS DE PEDRINHAS, A RUSSA COM QUEM DIVIDIA O BELICHE NUM EMBARAÇO QUASE NIPÔNICO, AS MÃOS À BOCA, DURANTE AS MUITAS RISADAS...) DIÁRIA, CAUTELOSA E AFETADA. COMENTEI 'AVALANCHE' COM UM AMIGO, E HOJE A ESCUTO. O QUE TENHO EM SEGUIDA É 'SING ANOTHER SONG, BOYS', QUE ME FERE NA PARTE FINAL, QUANDO ELE GRITA NUMA ANGÚSTIA CENSURÁVEL.

TUDO DO COHEN ME CASTIGA O CORAÇÃO, E TUDO DO COHEN ME CONFERE VISCO AO SANGUE, ME TORNA UM DIA QUE SEJA, DEZ METROS QUE SEJAM, MAIS VULNERÁVEL.

mercoledì, luglio 11, 2007

sabato, luglio 07, 2007


Patricia "Peppermint Patty" Reichardt: What do you think love is, Chuck?

Charlie Brown: Well, years ago, my dad owned a black 1934 two-door sedan.

Patricia "Peppermint Patty" Reichardt: What's that got to do with love?

Charlie Brown: Well, this is what he told me: there was this really cute girl, see? She used to go for rides with him in his car. And whenever he'd call for her, he would always hold open the car door for her. After she got in and he had closed the door, he'd walk around the back of the car to the driver's side, but before he could get there, she would reach over and press the button, locking him out. Then she'd just sit there and wrinkle her nose and grin at him. That's what I think love is.

COMO DISSE, QUERIA SER FELIZ FEITO O SOLUÇO, MAS COM ESSA MELANCOLIA DO CHARLIE BROWN - DE QUEM EU SERIA GROUPIE, SE ELE FOSSE REAL.

AMOR, ENTÃO, AMOR EU NÃO SINTO POR NINGUÉM. AMOR É TER VONTADE DE COZINHAR, EU DIRIA. É TROCAR O ESTRADO DA CAMA E AS TOALHAS DO BANHEIRO. É SE DETER DIANTE DOS CORREDORES DE MATINAIS, NO SUPERMERCADO. E NÃO SE ENFASTIAR NUNCA.

lunedì, luglio 02, 2007

DESPEM-SE E FITAM A PONTE

NUM DRUG REHAB CENTER. O NOME DO PRIMEIRO É LEE. CORRETOR DE IMÓVEIS. DIRIGIA UM JIPE AVANTAJADO, ATÉ QUE O PAROU UM POLICIAL, DESCONFIADO DA FORMA IRREGULAR POR QUE TRANSITAVA ENTRE DUAS FAIXAS. O SEGUNDO CORRIA TODAS AS MANHÃS. E ASSISTIA A WOODY ALLEN. QUIS JOGAR VÔLEI, QUANDO CRIANÇA, MAS A MÃE ESTAVA POR DEMAIS ABSORTA COM A CONDIÇÃO - BIPOLAR - DO NOVO MARIDO. 'CARL, MEU FILHO, DEIXE PARA OUTRO DIA'. E ELE DEIXOU. MAS PREENCHEU A VONTADE COM O QUE O VIZINHO (DE SUNGA LARANJA) LHE OFERTOU. EM PACOTES. POIS O VIZINHO É JACOB. MAIS NOVO DE QUATRO. GOSTAVA DO CACHORRO E DA IRMÃ MAIS VELHA. PASSEAVA COM AMBOS PELAS ESQUINAS QUE FOSSEM, ATÉ QUE ELA SE CASOU. ELE, QUE JÁ ERA DEPRESSIVO, DECIDIU QUE O CACHORRO NÃO ERA COMPANHIA SUFICIENTE PARA SUA ANGÚSTIA.