martedì, ottobre 31, 2006

you notice there's a highway that is curling up like smoke above his shoulder

EU GOSTO DE PENSAR QUE JESUS CONHECIA MANAMA, A RICA CAPITAL DO BAREINE. E QUE TAMBÉM LÁ CAMINHOU ELE SOBRE AS ÁGUAS, MARINHEIRO E FAROLEIRO QUE ERA, NA SUA SOLITÁRIA TORRE DE MADEIRA... NÃO ME SAI DA CABEÇA, A 'SUZANNE', HOJE. NEM O 'FADO TROPICAL', QUE JÁ SE CRISTALIZOU NOS TÍMPANOS. E NEM A 'STRAGER SONG'. DURA TAREFA, ESSA, TENTAR ENTENDER O QUE MEU GOOD DEMON TENCIONAVA DIZER COM ESSAS MENÇÕES AO PÔQUER SACROSSANTO. NÃO ME OCORRE NADA, MESMO PORQUE DESCONHEÇO AS CARTAS, OS JOGOS, OS ASES. MAS TRAFEGO EU, ENTÃO, SE NÃO SOBRE A MARÉ, SE NÃO SOBRE AS POÇAS (QUE MEU SAPATO É NOVO E ME CUSTOU UM PEQUENO TESOURO, EM CÉDULAS), SOBRE A CALÇADA BEM-CALÇADA DA MINHA ALDEIA. E FAÇO-O DESVIANDO DAS FLORES, MAS NÃO PELO DESPEITO DO CHICO. PORQUE EU ACHO UM CRIME PISOTEAR A FLORA. A FAUNA, VÁ LÁ, MAS A FLORA...

lunedì, ottobre 30, 2006

Se avrai la forza, tu ami l'impossibile.

NA MINHA ALDEIA, O SOL MAL QUEIMA. ELE TORNA TUDO UM CAPÍTULO SÉPIA, ASSIM MACIO, ASSIM COMPASSADO E CONVIDATIVO, MAS NÃO ESTURRA. O SOL DA MINH'ALDEIA DEIXOU-ME SINESTÉSICA, ELE É PARNASIANO. GRADUALMENTE, FUNDIMO-NOS. EU ME SINTO UM BRAÇO POR DEBAIXO DA MALHA, MAS NUM DIA FRIO. E A MALHA É MEU NOVO CONTEXTO. POR ORA, O STATUS QUO É CONFORTÁVEL, MAS CHEGARÁ O DIA EM QUE NOS DESVENCILHAREMOS. E A MALHA ESTARÁ LIMPÍSSIMA, COM UMA DAS ARESTAS TINGIDA DE ALUMÍNIO E VERMELHO QUINTA-AVENIDA. O BRAÇO É QUE, ATROFIADO, NÃO TERÁ A VALIA QUE SE ESPERA DELE. MAS O CAFÉ AINDA CHEIRA, E MUITO, E AS CINCO HORAS, SOMADAS AOS VINTE MINUTOS DAS MANHÃS, SÃO SEMPRE EXTASIANTES. MEUS TAPETES SÃO RUBROS - OU DERIVADOS - E A VAZÃO ARRANCA-ME O SORRISO QUE FOR, DORMENTE QUE ESTEJA. NÃO HÁ QUEIXUMES, NÃO HÁ DORES. PORQUE OS ANALGÉSICOS E OS ANESTÉSICOS - TÓPICOS - INVADEM-ME AS GAVETAS. MESMO A FRATURA DO MOLAR É POÉTICA - E NÃO TENHO CERTEZA SE ESTOU PRONTA PARA ME DESFAZER DELA. ATÉ QUE ME ACUDAM OS POST-ITS ONDE TATUE COHEN, ABRIGO, COM MÃOS DE MÃE, OS ESTILHAÇOS... ...Paete, non dolet!

Approach her, you wretch, if you dare

O LENDEMAIN DAS ELEIÇÕES É MAIS ATERRADOR QUE UM DESEMPENHO FATAL DO BRASIL, NA COPA DO MUNDO. NÃO PENSEI EM VIV'ALMA, À HORA DE PRESSIONAR A TECLINHA QUE ME EXIMIU DE TODA CULPA, NOS QUATRO ANOS VINDOUROS, MAS MORRI UNS DECÍMETROS, HOJE, QUANDO TRAFEGAVA ATRÁS DE UMA CAMINHONETE COM O PÁRA-BRISA TOMADO POR PROPAGANDAS. NÃO POSSO DIZER QUE NÃO TENHA DOÍDO, PORQUE A LOCOMOTIVA DESCARRILADA ABALROOU OS MIÚDOS ENTRE A TRAQUÉIA E O CORAÇÃO. DE CARMIM, PASSARAM A BRANCO. BRANCO-GELO, DAQUELES QUE A GENTE OLHA COM DESGOSTO, NO CATÁLOGO DOS ESMALTES SINTÉTICOS. HÁ TEMPOS, HAVIA UM TEMPO. PORTENTOSO. ESSA SENSAÇÃO SOFRIDA SÓ ME ACOMETIA QUANDO TELEVISAVAM A DIANE DOS SANTOS PINOTANDO NA LONA. ERA MUITO BONITO, PORQUE DE SÚBITO ME VINHAM NÃO APENAS AS LÁGRIMAS, MAS, ACREDITO, TUDO O QUE ERA DE TOXINA SOLAPADA NO OQUINHO DO MÚSCULO. E OS SOLUÇOS ENFEITAVAM O AR. MAS AÍ EU ENCHIA A BOCA COM REFRIGERANTE, OU CAFÉ, OU CHÁ OU QUALQUER COISA QUE ME MANCHA OS DENTES, E IA RESFOLEGAR LONGE, LONGE... HOJE, O HEMATOMA É MAIOR. E EU NÃO RETOMEI MAIS A RESPIRAÇÃO SUAVE DE QUANDO SE DORME. ...MAS PODE SER O DENTE FRATURADO. E PARA ISSO, HÁ JEITO.

venerdì, ottobre 27, 2006

A TRINTA PALMOS DO NIRVANA

UM DIA VOCÊ VAI ACORDAR DO SEU TRANSE. E DESCOBRIR QUE O BOTÃO DO MEIO DA CAMISA ESTÁ FALTANDO. UM DIA VOCÊ VAI DESCOBRIR QUE MUITO ANTES DAS SEIS HORAS DA MANHÃ, O DIA JÁ VAI CLARO - E, NÃO RARO, RAZOAVELMENTE BELO, A DESPEITO DE ÚMIDO. E UM DIA VOCÊ SE APERCEBE DE QUE TODAS AS PILHAS ESTÃO FUNCIONANDO, E NADA FORA DE SEU LUGAR. DE QUE MESMO AS POÇAS D'ÁGUA SÃO UMA INFINIDADE DE DISTRAÇÕES, PORQUE CADA TURVAÇÃO (QUE É TAMBÉM MOLÉSTIA DO VINHO) ENCHE OS OLHOS. E UM DIA VOCÊ PENSA SE A LUTA É MESMO TUDO AQUILO TÃO EXTENUANTE, QUE NÃO MEREÇA UM SUSPIRO ESPERANÇOSO, O PARÊNTESE EM MEIA-LUA...

martedì, ottobre 10, 2006

...you know it ain’t coincidental that you’re lost in place...

NÃO SE TRATA DE DESORIENTAÇÃO. EU NÃO ME PERDI. ANDO LENDO MENOS DO QUE DEVERIA, E PINTANDO MAIS DO QUE O RECOMENDÁVEL... MAS CONTINUO AFEITA AOS MEUS GOOD DEMONS, E A SÍSIFO, QUE É O MITOLÓGICO QUE, CAUTELOSAMENTE ANALISADO - PELA PENA ASTUTA DO CAPITÃO CAMUS -, MERECE TER A SUA ROCHA DE ESTIMAÇÃO ENTALHADA NA MINHA PAREDE, E MAQUIADA COM TINTA ACRÍLICA... Se eu fosse árvore entre as árvores, gato entre os animais, esta vida teria um sentido, ou melhor, este problema é que não o teria, porque eu faria parte deste mundo. Seria este mundo ao qual agora me oponho com toda a minha consciência e toda a minha exigência de familiaridade. TAMPOUCO SÍSIFO SE RESIGNA COM ISTO QUE HABITA. ESTÁ CERTO QUE O FARDO DELE ERA MAIS ÁSPERO QUE O MEU, QUE ME QUEIXO DE MEIAS GROSSAS VESTINDO OS PÉS NUM DIA FRIO E ÚMIDO DESSES, O QUE PODERIA SER TIDO - O QUEIXUME - COMO HERESIA. OCORRE QUE O MEU DESASSOSSEGO É JUSTIFICADO PELA TENSÃO MUSCULAR QUE ME TOMA O PESCOÇO - QUISERA EU GUIAR DEITADA! - E POR TODA ESSA MEDIOCRIDADE DOS ARRABALDES... DEIXEM, AS MINHAS ESTIMADAS, DE ACREDITAR NAS BOAS INTENÇÕES. DEIXEM DE ESPERAR, DEIXEM DE SE DEBRUÇAR À JANELA, PORQUE CORRETA ESTAVA ADÉLIA PRADO, PARA QUEM 'SÓ A MULHER, ENTRE AS COISAS, ENVELHECE'. E ENVELHECER, NESTA TERÇA-FEIRA MODORRENTA, PARA MIM, NÃO É NADA MAIS NOBRE DO QUE AZEDAR. ENVELHECER Sem amores, nem ódios, nem paixões que levantam a voz, Nem invejas que dão movimento demais aos olhos É DURAR, POIS SIM, E DURAR, NO CÔMPUTO FINAL, É DOCE - PORQUE CUSTA POUCO ÀS CORONÁRIAS. QUEM GOSTA DE PESSOA O SABE. E QUEM JÁ LEVOU BELA ESTOCADA NA PARTE MACIA DO MÚSCULO, NÃO SÓ O SABE COMO ANSEIA POR ESSE PONTO MORTO E SEGURO... *SUSPIRO*

sabato, ottobre 07, 2006

CLASSIFICADOS

PROMETO VOTO AO PRESIDENCIÁVEL QUE RECLAMAR JUNTO AO GDF INDENIZAÇÃO AO DESAFORTUNADO CORRETOR Oton José de Aguiar, CUJO VEÍCULO SOFREU AS TERRÍVEIS DORES DO SOTERRAMENTO, EM QUINTA-FEIRA ÚMIDA. QUE NÃO SE EXIMA DE CULPA ESTA GOVERNADORA, QUE A GENTE PAGA IPVA É PARA ISSO MESMO. EXPONHO NAS PRATELEIRAS, PARA FUTURA RETIRADA - COM GARANTIA DE SATISFAÇÃO -, MINHA EXAUSTÃO POR UMA SEMANA DOÍDA. QUEM A QUISER, BASTA DEIXAR-ME, EM TROCA, UM GELOL PARA O PESCOÇO. VENDO HORAS INSONES E GARGALHADAS AO SOM DE 'WEREWOLF'. ALUGO GATO, UM QUE ME FORCE A VOLTAR AO LAR COM SORRISO GRANDE, E TRANCANDO DETRÁS DE MIM TODO O RANCOR DOS DIAS MAUS. PROCURO, COM SOFREGUIDÃO, TAPETE SUAVE PARA AS PLANTAS DOS PÉS. PRERENCIALMENTE, VERMELHO. UM METRO E MEIO DE DIÂMETRO, APARENTANDO NOVO. NEGOCIO DESCONTO NUM CINZEIRO MIÚDO DA SPICY, AQUELE QUE TRAZ UM ASTRONAUTA FUMANDO ESTAMPADO NA BASE, BEM COMO PARCELAMENTO EM SETENTA E DUAS VEZES DO RELÓGIO DE CAIXA DE ALUMÍNIO E PULSEIRA METÁLICA PONTUADA POR QUADRADINHOS RUBROS, QUE AINDA HÁ POUCO ARRANCOU-ME UMA INTERJEIÇÃO. FINALMENTE, DÔO A MINHA DIGNIDADE, QUE ESTÁ-ME PESANDO HORRORES, E AS COSTAS ESTÃO CANSADAS. DE INÚTIL JÁ ME BASTA A DOUTRINA DO DIREITO DE PROPRIEDADE, DE QUE A MEMÓRIA CACHE AINDA NÃO SE DESFEZ, POR TEIMOSIA...

giovedì, ottobre 05, 2006

PULPOTOMIA - CARDIOTOMIA

HOJE, EXTRAÍRAM-ME UM NERVO. DIZIAM QUE ERA NECROSADO, MAS PELO OCO DO CORAÇÃO, OUSO DUVIDAR. NÃO ESTAVA MORTO, NÃO. DORMIA. E QUANDO MAGOADO, CEDEU...

EU GOSTARIA DE INDAGAR, ÀS AUTORIDADES ODONTOLÓGICAS, AO ESQUILINHO DA TANDY, ÀS CONCHAS BANHADAS EM COLGATE QUE FIGURAM EM COMERCIAL IRRITANTE, POR QUE É QUE MALTRATAM TANTO OS DENTES DA GENTE, NA HORA DA CURA. NINGUÉM CAVOCA OS OUVIDOS COM BROCA, MAS OS SULQUINHOS ESMALTADOS, MEU DEUS, DESSES NÃO SE TEM PIEDADE ALGUMA.

RASPARAM-ME HOJE TODA A CORDILHEIRA POSTERIOR. NÃO DOEU, NATURALMENTE, MAS SENTI QUE ME ESTAVAM CINZELANDO NA BOCA UM DAVI. IMAGINO POR QUE ESPÚRIO MOTIVO NÃO ME DEIXARAM GUARDAR - DE PREFERÊNCIA ALI PELA GENGIVA, MESMO - A MINHA POLPINHA DOENTE... E O QUE FOI FEITO DA TAMPA PEROLADA, POR QUE NÃO UMA PEÇA DE XADREZ ? EU SÓ SEI QUE DEIXEI PEDAÇOS RELEVANTÍSSIMOS DE MIM, E OCORREU-ME, MAIS UMA VEZ, A LAMÚRIA DO CHICO: 'Oh, pedaço de mim/Oh, metade exilada de mim...'

EU QUERIA MINHA DORZINHA DE VOLTA... E PROMETI AOS DENTES ESCOVÁ-LOS COM COTONETE E GEL DE BANHO, O QUE SERIA O SOPRO DEPOIS DA MORDIDA. ...QUE QUASE ME DEVORA.

domenica, ottobre 01, 2006